quinta-feira, 14 de junho de 2018

SEGURANÇA QUE USAVA SIMULACRO DE ARMA DE FOGO É ASSASSINADO

Segurança que usava simulacro de arma de fogo é assassinado  (Foto: Maycon Nunes/Diário do Pará)

A motivação do crime ainda está sendo investigada e as imagens de câmeras de segurança de diversos estabelecimentos comerciais poderão ajudar a polícia a identificar quem assassinou o segurança Ronaldo Sá Salgado, de 47 anos, no final da tarde de ontem (13), no bairro do Guamá. O homicídio aconteceu dentro de um depósito de bebidas, na Passagem Mucajá. A vítima portava um simulacro – uma arma falsa ou arma de brinquedo – na hora do crime. Segundo populares, ele costumava usar o objeto devido ao trabalho que desempenhava.
Uma equipe da Divisão de Homicídios esteve no local do crime e deu início as investigações. A Polícia Militar foi a primeira guarnição a chegar ao local. Segundo um cabo PM do 20º Batalhão de Policiamento Militar poucas informações foram repassadas no local, até mesmo o nome completo da vítima só foi possível obter com a chegada dos familiares.
“As informações indicam que os suspeitos estavam numa motocicleta, usavam capacete e já teriam chegado atirando contra o segurança”, frisou o policial. Eram dois suspeitos na moto, mas somente o que estava na garupa desceu e atirou.O depósito de bebidas onde o crime aconteceu é cercado de outros estabelecimentos dotados de câmeras de segurança. Estas imagens serão fundamentais para ajudar a polícia a elucidar o caso.
Estojos de munição de pistola 9 mm foram coletados do local pelos policiais e entregues aos policiais civis. O corpo do segurança foi removido para o Instituto Médico Legal.
(Denilson D’almeida/Diário do Pará)
 
▲ Topo>