quinta-feira, 14 de junho de 2018

PRESIDIÁRIO PARAENSE É ALVO DE OPERAÇÃO NACIONAL CONTRA FACÇÃO CRIMINOSA

Presidiário paraense é alvo de operação nacional contra facção criminosa (Foto: Divulgação)

Um presidiário paraense, identificado como Philippe Martins Barros, é alvo de uma operação deflagrada pela Polícia Civil de São Paulo em 14 Estados brasileiros para combater células da facção criminosa PCC. Phillipe está no Presídio Estadual Metropolitano III (PEM III), em Marituba, e a Polícia Civil paraense cumpriu mandado de prisão preventiva contra ele.
A ordem de prisão está sendo cumprida, no presídio, pela equipe do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI), de Castanhal, unidade vinculada ao Núcleo de Inteligência da Polícia Civil. O preso responde por roubo qualificado (2013), tráfico de drogas (2014), tráfico de drogas (2015) e homicídio qualificado (2017).
No cumprimento da mandado judicial, o delegado dá ciência ao presidiário da ordem de prisão. Ao todo, são 75 mandados de prisão e 59 de busca e apreensão que estão sendo cumpridos em 14 Estados brasileiros, contra a facção que age dentro e fora dos presídios. Segundo a Polícia Civil paulista, o grupo investigado é responsável por acirrar disputa de facções no país, elevando o número de assassinatos.
As investigações identificaram a participação de 103 pessoas na célula, dos quais 75 têm mandado de prisão. Além de São Paulo e Pará, a operação é realizada em Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Alagoas, Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Roraima, Rio Grande do Norte, Acre, Amapá e Maranhão.
A operação denominada de Echelon é resultado de uma parceria da Polícia Civil paulista, com o Ministério Público e a Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo.
As informações são da Polícia Civil do Pará.
(DOL)
 
▲ Topo>