quarta-feira, 7 de março de 2018

PAI RELATA PERSEGUIÇÃO A CRIANÇAS EM SHOPPING DE BELÉM

Pai relata perseguição a crianças em shopping de Belém (Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)
O relato de um pai está viralizando nas redes sociais após ele contar sobre uma ação suspeita em um shopping de Belém, quando uma mulher abordou e perseguiu quatro meninas no local. A publicação chamou a atenção de diversos internautas, que ficaram alerta sobre um suposto esquema de sequestro e tráfico de crianças.

De acordo com a postagem, no último domingo (4), a filha do internauta e três amigas estavam no shopping Boulevard, no bairro do Umarizal, quando uma mulher estranha se sentou com elas em uma mesa da praça de alimentação.
A mulher começou a fazer diversas perguntas às crianças, que suspeitaram da ação e tentaram sair. Ainda de acordo com o relato, as meninas perceberam que a mulher utilizava uma escuta na orelha e parecia seguir instruções.
As amigas deixaram a mesa, mas foram seguidas pela mulher, que continuava a fazer perguntas, até que resolveram correr para o banheiro, onde pediram ajuda a outra pessoa. As meninas então procuraram a adminstração do local, que as guiou até a saída, onde o pai as esperava para buscar. "Muito cuidado com as suas crianças, e sempre as aconselhem, pois conselho nunca é demais. Mesmo com minha orientações, antes de deixá-las no shopping, correram perigo", escreveu o internauta.

Na publicação, ele afirma que prestou queixa do caso na Seccional do Comércio. O DOL entrou em contato com a Polícia Civil, que afirmou não haver registro do caso. Por nota, o Boulevard Shopping afirmou que "não foi registrada ocorrência em relação ao caso levantado", mas que as meninas de fato procuraram a administração do local. o Shopping ainda afirmou que "as funcionárias que estavam trabalhando receberam as jovens, que afirmaram estar esperando seus responsáveis" e que "aguardaram os pais chegarem e as acompanharam até a saída".

O shopping ainda ressaltou que "todos os andares do Boulevard são monitorados com câmeras de segurança" e que "seguirá colaborando para a investigação de qualquer acontecimento que seja atípico no Shopping".

(DOL)
 
▲ Topo>