sexta-feira, 22 de setembro de 2017

VIROU MODA FOI? - MAIS UM CASO DE VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA MENORES EM RURÓPOLIS



Foi realizada hoje por volta das 06hs junto aos policiais da 17 CIPM uma operação denominada “OPERAÇÃO SERPENTE”, operacionalizada pelo delegado de polícia civil Dr. ARIOSNALDO VITAL FILHO e pelo Major MÁRCIO ABUD, foi dado cumprimento à prisão preventiva do nacional SEBASTIAO CAMARGO“tio e padrinho”
de duas menores de 8 e 10 anos de idade. Eram vítimas de ABUSOS SEXUAIS ocorridos na vicinal do São JoãoOuro verde, município de Placas e Petezinho, Rurópolis, quando as mesmas passavam os fins de semana na casa de parentes nestes locais. O referido foi preso hoje cedo na vicinal do São João pelo IPCANTÔNIO LIRA e policiais da 17ª CIPM. As investigações começaram no último domingo assim que a Policia Civil teve conhecimento do crime. Foram realizadas campanas na vicinal para monitorar a chegada do agressor uma vez que o mesmo trabalha como operador de máquinas e serviços gerais em fazendas não tendo paradeiro certo.


O Mesmo agora se encontra Preso e a disposição da Justiça.


QUAIS AS CONSEQUÊNCIAS?

Segundo a lei, "abuso sexual infantil" é um termo guarda-chuva que descreve infracções penais e cíveis na qual um adulto se envolve em atividade sexual com um menor ou explora um menor para propósito de gratificação sexual. A Associação Psiquiátrica Americana afirma que "crianças não podem consentir em atividade sexual com adultos", e condena qualquer ação por um adulto: "Um adulto que se envolve em atividade sexual com uma criança está realizando um ato criminoso e imoral que nunca pode ser considerado como um comportamento normal ou aceitável socialmente."


O artigo 217-A da nova lei dispõe sobre o “ESTUPRO DE VULNERÁVEL”, no qual, para quem tiver relações sexuais com menores de 14 anos, a penalidade é de 8 a 15 anos de reclusão. A medida, para muitos, é errônea e desproporcional, uma vez que um namorado de 18 anos que praticar sexo com sua namorada de 13 anos estará sujeito a uma pena mais severa do que a prática de estupro com violência contra uma mulher adulta (de 6 a 10 anos) ou então, com jovens entre 14 e 18 anos (de 8 a 12 anos de reclusão). A legislação neste item dissocia-se da realidade na qual, cada vez mais jovens menores de 14 anos têm uma vida sexual ativa por opção e, por outro lado, é uma forte aliada no combate à exploração sexual infantil.

Sempre haverá crimes... Pois a degradação humana vai se agravando... Porem a sociedade organizada dispõe de dispositivos para coibir a plaicar a penalidade cabível.




Parabéns Ao Trabalho da Polícia... Agora é Com a Justiça...




 
▲ Topo>