quinta-feira, 3 de agosto de 2017

GOLEIRO BRUNO É AUTORIZADO A TRABALHAR FORA DA PRISÃO E DAR AULAS DE FUTEBOL PARA CRIANÇAS

Goleiro Bruno é autorizado a trabalhar fora da prisão e dar aulas de futebol para crianças (Foto: Divulgação/Boa Esporte)
Jogador vai dar aulas de futebol para crianças e adolescentes assistidos no Núcleo de Capacitação para a Paz (Foto: Divulgação/Boa Esporte)
O ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes foi autorizado nesta quarta-feira (2) a trabalhar fora do Presídio de Varginha, onde está preso desde 27 de abril. Segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), o jogador vai dar aulas de futebol para crianças e adolescentes assistidos no Núcleo de Capacitação para a Paz (Nucap).
A decisão foi tomada pela 1ª Vara Criminal e de Execuções Penais de Varginha. O despacho aponta que o goleiro Bruno apresenta bom comportamento e não apresenta alteração psicopatológica.
O Nucap irá buscar o detendo de dentro do pátio da unidade prisional, sem ter qualquer contato com o mundo externo. Na entidade, o jogador não terá acesso a área externa, nem a pessoas estranhas, salvo familiares.
A Nucap será responsável por um controle de atividades desenvolvidas pelo réu. A entidade deverá comunicar à Justiça qualquer irregularidade no trabalho.
Relembre o caso
Ex-goleiro do Flamengo, Bruno estava preso desde 2010, acusado de envolvimento no assassinato de Eliza Samudio. Ele foi condenado em 2013 a 22 anos e 3 meses de prisão, em regime fechado, por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver contra a ex-amante.
Em fevereiro deste ano, Bruno conseguiu habeas corpus e retornou a carreira após fechar acordo com o Boa Esporte. No entanto, o goleiro voltou para a prisão em abril após um pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que solicitou a revogação do habeas corpus concedido ao atleta.
(Com informações da Folha de S. Paulo)
 
▲ Topo>