terça-feira, 20 de junho de 2017

Homicídios em sequência assustam moradores

Homicídios em sequência assustam moradores (Foto: Ney Marcondes/Diário do Pará)
O corpo de um homem ainda não identificado foi encontrado na manhã de ontem (19), em um canteiro de mato e lixo, na Estrada de Santana do Aurá, bairro de Águas Lindas, em Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém. A Divisão de Homicídios de Belém deverá apurar se o crime tem ligação com o duplo homicídio ocorrido horas antes, na mesma estrada (leia mais na página 3). De acordo com o cabo PM Araújo, do 6º Batalhão de Polícia Militar, 3ª Companhia, uma catadora foi revirar o lixo do canteiro e encontrou o cadáver às 11h. “Ele estava por baixo do lixo. Ela mesma acionou os policiais militares”, falou. No local, ninguém reconheceu o homem, que aparentava ter cerca de 40 anos.

Os peritos criminais relataram ainda que, possivelmente, a morte aconteceu durante a madrugada, sendo a vítima desovada no canteiro. Havia lesões provocadas por arma cortante. Havia golpes no pescoço e cabeça. O homem vestia apenas uma calça preta.

O desconhecido foi encontrado na Estrada de Santana do Aurá, entre as 3ª e a 4ª ruas. Horas antes, as equipes da polícia, perícia e remoção do Instituto Médico Legal (IML) estiveram na mesma estrada, mas na altura da 13ª Rua, onde outras 2 pessoas foram assassinadas. “Vamos investigar se os crimes tem ligação”, disse a delega Cristina Esteves, da DH.

MARITUBA

As equipes ainda investigavam a morte não esclarecida em Águas Lindas, quando um novo chamado surgiu. Identificado como Albino dos Santos Moreira, de 26 anos, o homem foi perseguido e morto no quintal de um residência, no município de Marituba, na Grande Belém. 
Albino dos Santos Moreira, de 26 anos, foi perseguido e acabou assassinado no quintal de uma casa, em Marituba. (Foto: Ney Marcondes/Diário do Pará)
Segundo informações colhidas por policiais militares, a vítima fugia a pé dos integrantes de um veículo de cor ainda não identificada. Invadiu o terreno de uma propriedade para tentar se esconder. O crime ocorreu na quadra 22 do loteamento Parque das Palmeiras, bairro do Decouville. No local, a vizinhança preferiu não comentar nada, por conta da “lei do silêncio”. 

“Ele correu e, pulando as cercas, chegou até o quintal de uma residência, onde foi morto”, disse a delegada Cristian Esteves, da DH. A vítima foi atingida com um tiro nas costas e outro na mão esquerda
http://www.brnoticiasitb.com.br/
(Emily Beckman/Diário do Pará)

 
▲ Topo>