segunda-feira, 12 de junho de 2017

FIM DE SEMANA COM 10 ASSASSINATOS EM 12 HORAS

Fim de semana com 10 assassinatos em 12 horas (Foto: Mário Quadros)

Em um fim de semana onde era possível ver em alguns bairros nobres de Belém concentração de policiais militares e até helicópteros, os criminosos não se intimidaram e afrontaram a polícia, matando e assaltando, produzindo números para a estatística de violência no Pará.
Na noite de sexta-feira (09), quando se montou desde as 15h uma operação da Polícia Militar, a Região Metropolitana de Belém registrou dez assassinatos em apenas 12 horas. A equipe da Divisão de Homicidios atendeu sete ocorrências de local de crime, sendo dois no bairro da Sacramenta, dois em Marituba e um na Guanabara, Icuí e Cabanagem.
As equipes de remoção do Instituto de Criminalística, além de recolherem estes 7 corpos, ainda fizeram a remoção de gente assassinada na Unidade de Pronto Atendimento do Icuí e de duas vítimas que morreram vítimas de bala no Pronto-Socorro Municipal da 14 Março.
Para não deixar dúvidas reproduzimos os detalhes destes crimes ocorridos na noite desta sexta-feira (09). A operação da Polícia Militar se concentrou pela parte da tarde em frente à Basílica de Nazaré e depois, em comboio, partiu para alguns bairros realizando bloqueio de vias com barreiras policiais.
Não muito distante na passagem Quarubas, no bairro da Sacramenta, às 18h45 desta sexta-feira (09) dois homens em uma motocicleta mataram a tiros Ademir da Silva Reis, de 26 anos, e Suziane Alves da Silva, de 35 anos, quando os dois chegavam a uma oficina para reparo de um carro.
A noite estava prometendo e desta vez o ataque foi na rua Tiradentes, no bairro do Icuí-Guajará, em Ananindeua. Quatro homens perseguiram e mataram dentro de uma casa, às 20h, o maranhense Jacio Rogério Meguins, de 27 anos, e logo depois do crime deixaram a área sem ser identificados.
Crimes aconteceram em vários bairros da Grande Belém, em poucas horas
 A operação da polícia ainda estava na rua quando criminosos, às 21h05, mataram a tiros, na travessa 14 de Abril, no bairro da Cremação, um senhor de 61 anos, identificado como Tex Conceição Silva, que ainda foi socorrido para o PSM do Guamá, porem não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo.
No bairro da Pedreira, a violência atacou as 22h15. Cristiane da Silva Pinheiro estava dando uma volta no canal da Antônio Baena por trás de uma faculdade particular quando teve um encontro com o carro preto, levando dez tiros. Ainda com vida, foi socorrida, mas acabou morrendo no PSM da 14 de Março.
No bairro do Icuí que em 12 horas registrou três homicídios, a vítima da vez foi Tiago de Sousa Lima, de 28 anos, alvejado por “motoqueiros fantasmas” às 22h30, na rua Santa Fé. A vítima ainda foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento do Icuí, indo a óbito.
Os criminosos voltaram a manchar as ruas do Pará de sangue e o município escolhido foi Marituba. Às 23h, na rua 7 de Setembro do loteamento Canaã, Alexandro Moreira Holanda, de 20 anos, e Monilson Ferreira Pereira, de 31 anos, foram mortos a tiros por homens encapuzados que estavam de moto. Uma terceira vítima, Mony Fonseca Holanda, também foi alvejada.
No bairro da Guanabara, segundo testemunhas, também às 23h, Fabricio Meireles Marques estava sozinho na praça da Rua do Fio quando avistou um carro vermelho parando. Tentou correr, mas foi alcançado por homens encapuzados, recebendo três tiros.
De acordo com a família, o rapaz morava com a mãe e não tinha envolvimento com a criminalidade. Para fechar a conta da noite macabra, o bairro da Cabanagem levou as equipes do IML e da Divisão de Homicidios à rua Girassol, onde mataram a tiros Gracindo dos Anjos da Silva Junior, de 26 anos, morto por integrantes do carro preto quando estava em sua motocicleta.
(J R Avelar/Diário do Pará)

 
▲ Topo>