segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Suspeitos de render família para roubo são presos

Suspeitos de render família para roubo são presos  (Foto: Divulgação) 

Quatro suspeitos de terem assaltado uma residência no município de Salinópolis, nordeste paraense, foram detidos no último sábado (28). Os moradores da casa foram rendidos, e foram levados aparelhos celulares, jóias e dinheiro. Alguns dos detidos já possuem extensa ficha criminal.
De acordo com informações da Polícia Civil, a residência assaltada fica no bairro Bom Jesus. As vítimas estavam na frente de casa quando foram rendidas. Após a fuga dos criminosos, a polícia foi acionada e as buscas iniciaram.
O primeiro a ser preso foi Yuri Anderson Pantoja Monteiro, de 20 anos, que foi reconhecido por uma das vítimas. Os outros envolvidos no crime saíram em fuga em um táxi vermelho com destino a Belém, mas foram abordados pelos policiais, na rodovia PA-324, na altura da vila de Santa Luzia.
No táxi estavam Bruno Almeida Ferreira, Shelldon Roberto Nobre Gouveia, e um adolescente de 17 anos de idade. Com eles, foram encontrados pertences roubados durante o assalto e uma porção de maconha.
Segundo a polícia, os detidos fazem parte de uma associação criminosa que tem base no bairro da Terra Firme, em Belém. De acordo com o delegado Fausto Bulcão, “todos já possuem extensa ficha criminal com registros de roubo qualificado, formação de associação criminosa, tráfico de drogas, porte ilegal de armas de uso restrito e homicídio".
O suspeito identificado como Shelldon Gouveia estava na condição de foragido do presídio do Centro de Recuperação Penitenciário do Pará I (CRPP1), desde outubro de 2016. Ele é acusado de envolvimento em um homicídio, em Belém, há três anos.
Fausto Bulcão afirmou que a associação criminosa atuava no município sob o comando de Eduardo Lopes Monteiro, que está foragido.
Os acusados foram autuados em flagrante pelos crimes de roubo qualificado, tráfico de drogas e formação de associação criminosa. O adolescente foi apreendido e irá responder por atos infracionais análogos aos mesmos crimes.
As informações são da Polícia Civil.
(DOL)
 
▲ Topo>