domingo, 9 de outubro de 2016

A VIOLÊNCIA NÃO ACABOU POR AQUI" GUAJARÁ MIRIM E NOVA MAMORÉ



Com aumento da criminalidade e com alto índice de assaltos e furtos na fronteira com a Bolívia,  Guajará Mirim e Nova Mamoré no interior de Rondônia, sofre com descontrole desenfreado com constante furto e roubos  de veículos que são atravessados para o pais vizinho cada vez com mais frequência nessa região.

Apesar de ser uma região de fronteira o efetivo policial e baixo nessas localidades, com Rio Madeira dividindo a fronteira nessas duas cidades que são visadas e utilizadas pela criminalidade para travessia de veículos roubados para o pais vizinho.

O governo do estado parece não ter conhecimento ou pouco se sabe o que acontece nessas regiões de fronteira, já que a criminalidade só tem aumentando nessas regiões. Pouco se fala em um aumento no efetivo das polícias nessas localidade, nos últimos meses foram convocados alguns agentes aprovados em concursos públicos, porém não são o suficiente para combater  demanda  a ação da criminalidade nesse território.


Guajará Mirim
Com a morte do músico, Marcio Paz Menacho de 45 anos, em um assalto a mão armada, que culminou na execução do músico na frente de seus familiares, sem dor e piedade o bandido executou a vítima, causando grande revolta na população de Guajará Mirim e Nova Mamoré, por serem regiões de fronteiras abandonas pelo auto escalão do poder publico do governo.

Policiais preparados, entretanto com baixo efetivo, deram a resposta em menos de 24 horas após a execução da vítima,  Américo Carneiro de Souza Neto, conhecido por Américo, o autor confesso, deu detalhe sobre o crime, porém não revelou a motivação da execução. Américo confessou a autoria, dando detalhes do ocorrido, segundo ele esperou a vitima chegar na residencia e de posse da arma de fogo, praticou o assalto, e disparou um tiro na vitima, que veio óbito no local da execução. após a prisão do infrator,  o mesmo em seguida foi encaminhado para Porto Velho, para ser mantido sua integridade física. Devido populares estarem revoltados com a execução fria cometida pelo militante.

A notícia foi principal destaque no meio da comunicação da imprensa local e estadual tendo destaque ainda na mídia nacional, com a forte pressão popular nas ruas e nas redes sociais algumas autoridades políticas se manisfestaram sobre o caso, o Senador Valdir Raupp (PMDB),   pediu ao ministro da Defesa Raul Jungmann, a implementação de ações de segurança na região de fronteira do estado de Rondônia visando combater o avanço da criminalidade. Para justificar o seu pedido ao ministro da Defesa, o senador Raupp citou o assassinato em Guajará-Mirim, do cantor  do Boi Bumbá Flor do Campo, Márcio Paz Menacho, 45 anos, vítima de um latrocínio.

"A violência não acabou aqui" como diz o ditado popular, um dia após o crime que chocou os municípios de Guajará Mirim e Nova Mamoré, veio um novo "soco na cara da sociedade", um entregador de lanches, foi assaltado no momento em que estava trabalhando, por três bandidos, que no momento do assalto apontaram uma arma calibre 38 na cara do trabalhador, com alto tom de ameaça os bandidos fizeram a vítima se jogar no solo e saíram na motocicleta do trabalhador tomando rumo ignorado.

Nova Mamoré
Uma dona de casa de 25 anos, foi ao Posto de Saúde do Planalto consultar seu filho no período vespertino,ao chegar no posto, a dona de casa, estacionado sua motocicleta no patio do posto, após a consulta a mulher não localizou sua motocicleta no devido local que havia estacionado. a motocicleta havia acabado de ser furtada daquele local.

Santuário de Deus vira alvo de bandidos, um dia após o furto da motocicleta no posto, os ladrões não perdoaram nem mesmo o santuário de Deus, invadiram duas igrejas assembleiana  é furtaram mais de 3 mil reais.

Vinte dias após comprar a motocicleta de loja proprietária tem veiculo furtado Nova Mamoré

De acordo com o proprietária, um elemento entrou dentro de sua residencia, pela janela do banheiro, localizou  a chave da motocicleta dentro da bolsa da vítima, colocou na ignição da motocicleta e abriu a porta da frente, saiu empurrando o veiculo e tomou rumo ignorado.
O suspeito na ocasião foi identificado pela policia.

- é de assustar esse titulo caro leitor, a proprietária da motocicleta que havia comprado o veiculo com apenas vinte dias, já teve seu meio de transporte furtado por marginais, que a cada dia que passa causa medo e espanto a população que fica a mercer desses deliquescentes que insistem em subtrair o bem do trabalhador.

Comerciantes se desesperam com alto Índice de roubos e furtos na região, de acordo com dados levantando o numero de roubos e furtos nos comércios locais de Nova Mamoré  e Guajará Mirim só tende a crescer. os comerciantes são os que verdadeiramente tem pagado a conta dos usuários de drogas com o trafico, que só tem aumentado nos últimos anos. além de sofrerem com a baixa na venda dos produtos, ainda  encurralados pela crise que o pais enfrenta, os donos de comércios locais procuram investir em segurança privada para se prevenir dos roubos e furtos da região, a situação e tão critica caro leitor, que nem a segurança privada esta conseguindo inibir a ação desses marginais que só mostrou um aumento nesses últimos anos em nossa região.

Quem com ferro fere, com ferro será ferido! (Cristo)

Essa máxima foi pronunciada pelo próprio Cristo, quando Pedro, um dos seus apóstolos, arrancou a orelha de um soldado de Caifás, que o estava prendendo. Cristo restituiu a orelha ao soldado, curando-o e deu uma lição em Pedro, que representa a humanidade a cerca da violência. A reação dos ignorantes à violência é com violência. E o que vemos atualmente em Guajará Mirim e Nova Mamoré. Realmente nos dá uma vontade de sair decepando cabeças, mas o mais inteligente e aquele que não dá prosseguimento a ela, agindo de forma contrária, como Gandh e Cristo!

Autor: Sávio Rosas

Fonte: Jornal Bastidores da Notícia
 
▲ Topo>