segunda-feira, 25 de julho de 2016

Quadriciclos facilitam ações de segurança nas dunas do Atalaia


O aumento do fluxo de veranistas no mês de julho, no lago da Coca-Cola, localizado na praia do Atalaia, em Salinópolis, nordeste do Estado, levou a Polícia Militar a planejar ações específicas na área, com o uso de quadriciclos, a fim de facilitar o acesso às dunas e garantir a segurança dos frequentadores do local. A iniciativa integra a operação Verão Seguro 2016, da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), e já prendeu três assaltantes neste mês.

Segundo o comandante da Polícia Militar de Salinópolis, major Josymar Queiroz, as ações no lago da Coca-Cola dispõem de dois quadriciclos, além de policiais militares caracterizados e à paisana, nas dunas e nas proximidades do lago. “O trabalho está gerando resultados positivos. Esses três assaltantes de celulares foram presos na hora em que cometiam o crime, já que haviam agentes descaracterizados no local”, explicou.

O comandante da PM de Salinas destacou, ainda, que “o lugar é de difícil acesso, por isso os veranistas precisam ficar atentos. Os assaltantes vão ao local em busca de celulares, joias e relógios. Ainda percebemos que existem pessoas que querem frequentar as dunas à noite, o que se torna bastante perigoso”, enfatizou.

A enfermeira aposentada Jacy Ribeiro contou que já frequenta Salinas há muito tempo, mas é a primeira vez que visitou o lago da Coca-Cola. “Antes ouvia muitos relatos que assaltantes ficavam escondidos nas dunas para roubar as pessoas. Estou aproveitando com a minha família, e me sinto muito mais segura sabendo que policiais militares estão no local”, ressaltou.

Detran

O quarto e penúltimo fim de semana das férias escolares também levou muita gente a aproveitar o sol e as areias da Praia do Atalaia, em Salinópolis, município do Nordeste paraense. A grande movimentação causou longos engarrafamentos na via de acesso, a PA-444.

A Coordenadoria de Operações do Departamento de Trânsito do Estado (Detran) intensificou a fiscalização nos acessos e na areia da praia. Uma blitze de fiscalização da Lei Seca também foi realizada na madrugada de sábado (23) e domingo (24), e autuou 52 motoristas por embriaguez ao volante. Além de pagar multa no valor de R$ 1.915,40, os condutores também vão responder a processo administrativo no Detran, com possibilidade de suspensão da carteira de habilitação por até um ano.

Segundo balanço divulgado pela Coordenadoria de Operações do Detran, foram registradas 110 infrações, 52 por alcoolemia. Um dos pontos de fiscalização considerados de maior movimento na cidade foi montado na PA-444, que dá acesso à principal praia do município, o Atalaia, e ao centro urbano da cidade.

Trinta e cinco desses motoristas, além das penalidades acima, responderão na Justiça por crime de trânsito. Eles apresentaram índice a partir de 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido no teste do etilômetro. Se condenados, poderão cumprir de seis meses a três anos de prisão, conforme prevê a Lei Seca, também conhecida como "tolerância zero".

Ivan Feitosa, chefe das operações, informou que o domingo é o dia onde se registra um número maior de infrações. Ele atribui este crescimento ao fato de este ser o tradicional dia de praia. "Neste período, o movimento na praia aumenta desde a sexta e vai nas alturas aos domingos, quando todos já estão mais cansados e acabam negligenciando regras básicas de trânsito, e não mantêm a atenção devida na via e na direção do veículo. Daí a importância das leis restritivas à combinação de álcool e direção e a intensificação da fiscalização, para que possamos combater o consumo nocivo e irresponsável de álcool", frisa o agente.

As ações de segurança são intensificadas aos finais de semana, quando o fluxo de veranistas aumenta nos balneários. Na noite deste domingo (24), atividades educativas foram realizadas na orla do Maçarico, denominada "Caravana da Educação, com orientações e vídeos educativos. 

Ações como “Transitando nos Bares”  são realizadas em pontos comerciais para orientar e conscientizar as pessoas sobre os riscos de dirigir sob efeito de álcool. Durante as abordagens, os agentes do Detran aplicaram o teste do etilômetro, para demonstrar, de forma pedagógica, como funciona o aparelho e como se afere o grau de embriaguez.

Colaborou: Aldirene Gama - Ascom Detran

Por Carla Moura

 
▲ Topo>