sábado, 16 de julho de 2016

Casco de embarcação rompe e gera pânico

Passageiros de uma embarcação que faziam viagem da cidade de Belém para o município de Barcarena, no nordeste paraense, viveram momentos de desespero no início da tarde de sábado (16), após uma colisão ter danificado o casco do barco.
De acordo com uma testemunha que estava na embarcação, e não quis se identificar, o transporte saiu de Belém ao meio-dia e, quando estava próximo a Barcarena, por volta das 12h40, acabou colidindo com um objeto, possivelmente um tronco de árvore, que danificou o casco do barco.
A tripulação disse que não era nada grave, segundo a testemunha, mas os passageiros entraram em pânico quando viram a água invadindo a embarcação. “Por pouco [o barco] não virou. Eles queriam amenizar a situação, mas já tava entrando água pela parte da frente, enchendo muito rápido”, conta o passageiro.
Ele relata que aproximadamente 85 pessoas estavam na embarcação, incluindo muitas crianças. “As pessoas começaram a gritar. Eles queriam continuar a viagem porque estava muito próximo de Barcarena, mas depois ele decidiu parar e encostar o barco na beira de um mangal”, afirma.
Os passageiros aguardaram o resgate por aproximadamente 40 minutos na área do mangal e depois foram levados em dois barcos para Barcarena. “Foi um susto tremendo. Ninguém sabia o que fazer. Muitas pessoas largaram o celular no chão do barco”, comenta a testemunha.
O passageiro critica o fato dos tripulantes, supostamente, não terem oferecidos instruções sobre utilização dos equipamentos de resgate como os coletes salva-vidas. “Eles só diziam para a gente ficar com calma. Não davam nenhuma orientação para usar os coletes. Em momento algum ofereceram auxílio. Tinha uma senhora perto de mim com quatro crianças”, relata.
Apesar do susto, ninguém saiu ferido segundo a testemunha.
(DOL)
 
▲ Topo>