sábado, 10 de dezembro de 2016

Irritado com choro, pai joga bebê contra parede, o bebê não resiste e morre

Irritado com choro, pai joga bebê contra parede  (Foto: Reprodução) 
Os pais de um bebê de 3 meses foram presos em flagrante pela morte do próprio filho, e por circunstâncias muito cruéis. O crime aconteceu na noite da última terça-feira (6), em Duque de Caxias no Rio de Janeiro. Segundo a polícia, Leandro Júnior da Trindade Marques, 20 anos, estava cuidando do filho Gabriel enquanto a mãe do menino dava banho em outra criança. O choro do bebê teria irritado Leandro, que arremessou o próprio filho contra a parede de casa.

Machucada, a criança continuou chorando. O casal, de maneira irresponsável, decidiu não socorrê-la. Horas depois, eles perceberam que o bebê estava morto e acionaram a polícia. Na delegacia, alegaram que Gabriel havia amanhecido morto. Mas, devido às contradições dos depoimentos, a Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) foi acionada.
O casal, que estava junto há aproximadamente um ano, confessou o crime. Segundo reportagem do Extra, a mãe vai responder por homicídio e Leandro, por homicídio triplamente qualificado, por motivo torpe, meio cruel e impossibilidade de defesa da vítima.
(Com informações de Extra)

Cinco presos envolvidos em tráfico de drogas

Cinco presos envolvidos em tráfico de drogas (Foto: Divulgação/Polícia Civil) 
 Cinco pessoas envolvidas em tráfico e associação para o tráfico de drogas foram presas na sexta-feira (09), durante operação denominada “Conde”, realizada no distrito de Vila do Conde, município de Barcarena, nordeste do Pará. 

A ação policial foi deflagrada para cumprir mandados judiciais de busca e apreensão em seis casas identificadas como pontos de venda de drogas. Os presos são Alarisse Dias; Breno Corrêa da Silva; Joice Gonçalves de Souza; Kathlyn Nazaré Oliveira Albuquerque e João Wellington Sacramento da Silva. 
Foram apreendidos, durante as buscas nos imóveis, três tabletes de maconha prensada; 50 papelotes de maconha; 20 papelotes de pasta de cocaína; uma munição de revólver calibre 38; telefones celulares e R$ 2,9 mil em dinheiro. 
Segundo o delegado Augusto Potiguar, responsável pela operação, os mandados judiciais foram expedidos pela Justiça em decorrência de investigações realizadas na região. 
(Com informações da Polícia Civil)

Homens são presos por suposta morte de secretário

Homens são presos por suposta morte de secretário  (Foto:  Felype Adms) 

Dois homens foram presos sob acusação de ter participação na morte do ex-secretário de Meio Ambiente de Altamira, Luiz Araújo. Eles estavam na rodovia Magalhães Barata, próximo ao loteamento São Francisco, em Altamira, sudoeste do Pará. A dupla tem as mesmas descrições feitas por testemunhas no dia do crime.
O ex-secretário foi assassinado no último dia 14 de outubro, quando chegava em casa no loteamento Buruti.
No momento da prisão Igor Moraes Vieira, 19 anos, e Rogério Azevedo da Silva, 20 anos, portavam duas armas de fogo: um revólver calibre 38 municiado e uma pistola 380. 
“As armas usadas por esses dois rapazes presos, batem com essa descrição das armas utilizadas no dia do homicídio do secretário, a motocicleta também seria o mesmo modelo da que foi usada para cometer o crime contra o Luiz” detalhou o escrivão Antônio Carlos Souza

Além das armas, a polícia ainda encontrou com a dupla uma mochila, fita adesiva, munição para as armas e braçadeiras plásticas.
Igor e Rogério são acusados de vários assaltos em Altamira, eles chegaram a confessar aos PMs alguns crimes, os mais recentes foram; uma loja de calçados no Centro de Altamira; um bar no Bairro Brasília; e uma vítima em via pública. 
Eles foram presos em flagrante e tiveram a prisão preventiva solicitada, investigações irão apurar a possível participação de Igor e Rogério no homicídio contra o ex-secretário de Meio Ambiente da cidade.
(Com informações de Felype Adms)



Três corpos são encontrados após naufrágio

Três corpos são encontrados após naufrágio (Foto: Via WhatsApp)
Três corpos foram encontrados neste sábado (10) vítimas naufrágio de uma embarcação que seguia de Belém para o município de Ponta de Pedras, na ilha do Marajó, na quarta-feira (07), de acordo com informações do Insituto Médico Legal (IML). Outras sete pessoas continuam desaparecidas. O barco que naufragou ainda não foi localizado.

Os corpos ainda não foram identificados, mas seriam de um homem e uma mulher. Eles foram encontrados próximo a Vila do Conde e da praia do Capim, respectivamente. Não se tem mais informações da terceira vítima, que foi encontrada na Vila da Fazendinha. Os corpos serão removidos pelo IML de Abaetetuba e encaminhados para Belém.

As equipes continuam fazendo buscas neste sábado para tentar localizar as outras vítimas. A embarcação que naufragou não era autorizada pela Arcon.

No total, 44 pessoas já foram resgatadas com vida no acidente. Uma pessoa, identificada como Joaquim Boulhosa, de 53 anos, morreu. Entidades do Marajó fizeram denúncias para MPF sobre a situação das embarcações.

(DOL com informações de Dário Pedrosa/Marajó e do IML)

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Ciclista é assassinado a tiros na Sacramenta

Ciclista é assassinado a tiros na Sacramenta (Foto: Denilson D´Almeida) 
 Um ciclista identificado como Antônio Lopes, de 48 anos, foi assassinado nesta sexta-feira (09), na Rua 3 de Outubro, no bairro da Sacramenta, em Belém

No local, moradores disseram apenas que estavam dentro de suas residências quando ouviram vários disparos de tiros. Ao irem para a rua, já se depararam com o ciclista morto.
Moradores afirmaram que a vítima não morava próximo ao local do crime.

Policiais militares isolaram a área, até a chegada dos peritos do Instituto Médico Legal (IML). O corpo já foi removido. Até o momento a polícia não tem pista do suspeito de cometer o crime.   
(DOL com informações de Denilson D´Almeida/Diário do Pará)
 
▲ Topo>