segunda-feira, 26 de junho de 2017

Carro invade preferencial e atinge motociclista em Altamira

Segundo os agentes do Demutran que foram ao local, o motociclista contornava a rotatória para seguir em direção ao Bairro Bela Vista pela Avenida Alacid Nunes. Já pela Rua Acesso Dois, sentido SESI, seguia o carro de passeio, porém o motorista não aguardou a vez e teria avançado a preferencial e colidido com o motociclista, que foi identificado como Renan Muraski, de 21 anos.


Ao ser atingido, ele caiu da moto e ficou ferido. O Samu foi acionado, mas ele preferiu não ser levado para atendimento médico. O outro envolvido no acidente foi identificado como Edilton Barbosa Amorim, de 57 anos. Mesmo sendo um importante instrumento viário, muitos motoristas ainda desrespeitam as regras de circulação da rotatória e também a preferência de passagem, o que acaba ocasionando situações no trânsito como essas.

Por Quezia Sarmento | Vale do Xingu

domingo, 25 de junho de 2017

Vagabundos tentam realizar assalto com pistola de cola quente e se dão mal.


O fato aconteceu na noite desse domingo (25) na avenida Belém.

No início da noite 2 vagabundos de posse de uma faca e uma pistola de cola quente tentaram realizar um assalto.

A tentativa foi frustrada pois, a vítima reagiu e contando com a ajuda de populares conseguiu imobilizar um dos assaltantes.

O seu comparsa conseguiu fugir e o mesmo foi encaminhado por uma guarnição da Polícia Militar para apresentação na Seccional de Polícia Civil.

A Polícia não recomenda nesses casos que a vítima reaja pois, pode ocorrer do meliante estar portando uma arma de verdade.


Fonte: Portal do Oeste seu informe online em parceria com blogger BR Notícias

AVIÃO COM 500 QUILOS DE COCAÍNA É INTERCEPTADO PERTO DE JUSSARA.



Uma ação conjunta entre a Polícia Federal e a Força Aérea Brasileira (FAB) fez com que militares do Grupo de Radioatrulha Aérea (Graer), da Polícia Militar localizassem, no início da tarde de domingo (25/6), próximo ao município de Jussara em Goiás, um avião que veio de outro país carregado com cocaína.

A aeronave, que entrou no Brasil sem autorização, fez um pouso de emergência em uma fazenda em Jussara, ocasião em que os policiais encontraram, dentro dela, 500 quilos da droga.

Neste momento, equipes do Graer continuam as buscas na região à procura do piloto, que abandonou o avião após o pouso.
https://portalitboeste.blogspot.com.br/


EM RITUAL DE EXORCISMO, O DEMÔNIO RESPONDE SOBRE O PAPA FRANCISCO: “ESTOU NA CABEÇA. ELE É MEU. ELE FAZ TUDO O QUE QUERO. ELE ME SERVE.”

Grupo católico Os Arautos do Evangelho está na mira do Vaticano por práticas indevidas de exorcismo
Integrantes dos Arautos do Evangelho, grupo dissidente da TFP, assistindo missa de coroação de Nossa Senhora na Igreja do Sagrado Coração de Jesus em São Paulo (Paulo Pinto/Estadão Conteúdo/Dedoc)
Uma notícia do mundo católico revelada nos últimos dias pela imprensa italiana assombrou crentes e não crentes. Os Arautos do Evangelho, um tradicional grupo católico e de origem brasileira, está sendo investigado pelo Vaticano. O motivo da sindicância: uma gravação em vídeo divulgada em reportagem do vaticanista Andrea Tornielli, do jornal La Stampa que exibe os integrantes praticando exorcismos fora das fórmulas da Igreja. Com uma hora e 19 minutos de duração, o registro exibe o fundador da organização, o monsenhor João Scognamiglio Clá Dias, de 77 anos, reunido com cerca de 60 integrantes para apresentar uma transcrição do que seria um diálogo entre um sacerdote da própria associação e o demônio.

O ponto máximo é quando o papa Francisco se torna o assunto. O pontífice, que segundo os preceitos do catolicismo, tem de ser respeitado como a maior autoridade da Igreja, se transforma em alvo de chacota no tal diálogo. “E o Vaticano?”, pergunta o sacerdote do diálogo. Resposta: “Estou na cabeça. Ele é meu. Eu mexo na cabeça. Ele faz tudo o que quero. Ele é um estúpido. Ele me serve.” Pergunta o sacerdote: “Como será a morte dele?” Diz o demônio: “Ele vai escorregar e vai cair. Vai bater a cabeça. Mas ainda falta um pouco. Vai ser no Vaticano. E virá outro papa, Rodé (o nome citado é do cardeal esloveno Franc Rodé, de 82 anos, um dos críticos do pontificado de Francisco). E será bom.”

O exorcismo é aceito e praticado no catolicismo. Jesus Cristo, como diz as Escrituras, exorcizou e passou a incumbência aos doze apóstolos. Hoje, há cerca de 300 sacerdotes que o fazem no mundo, 10% deles no Brasil. Todos devem ter sido nomeados pelo bispo local. Na diocese da qual pertence Clá não há ninguém autorizado. Diz Juarez de Castro, pároco da Assunção de Nossa Senhora, em São Paulo: “O que se vê nesse vídeo é uma verdadeira alucinação, Clá ultrapassou os limites do que prega a fé católica.”

A tradição litúrgica admite a existência do diabo e a ele se deve renunciar. Mas, como explica o livro recém-publicado pela Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (Cnbb), Exorcismos: Reflexões Teológicas e Orientações Pastorais: “A Igreja reprova as várias formas de superstição, a preocupação excessiva com satanás e os demônios. A Igreja sempre preferiu priorizar em sua pregação a Boa-Nova do Evangelho. Ela não coloca em destaque a fala sobre o maligno e sua ação contrária ao reinado de Deus.”

Os Arautos do Evangelho são uma dissidência da TFP. Ao longo de 30 anos, Clá participou da TFP e chegou a ser uma espécie de secretário particular, o homem de confiança de Plinio. Quatro anos depois da morte do Plínio ele criou os Arautos. Hoje a organização está presente em cerca de 50 países.

Com informações de Adriana Dias Lopes | 

MULHER QUE PERDEU FILHOS EM MASSACRE NO PARÁ DIZ NÃO TER VONTADE DE VIVER

Mulher que perdeu filhos em massacre no Pará diz não ter vontade de viver (Foto: Edinaldo Souza)
(Foto: Edinaldo Souza)
Recomeço é uma palava difícil para a cozinheira Verônica Pereira Milhomem, 54. Moradora de Redenção, cidade vizinha ao Pau d"Arco, ela perdeu dois filhos, dois irmãos, dois sobrinhos e uma enteada no massacre que completou um mês neste sábado (24).
"Não tenho vontade de viver, não tenho vontade de levantar. Queria estar perto dos meus filhos", afirmou Verônica, entre soluços, em conversa com a reportagem.
Ela enfrenta, simultaneamente, a dor da perda dos filhos, as dificuldades financeiras de quem dependia deles para sustentar a casa, além da saúde frágil —um problema renal a obriga fazer hemodiálise quatro vezes por semana.
Wclebson Milhomem, 32, e Wedson Milhomem, 28, eram o principal esteio da mãe. Eles cuidavam dela, que estava sem trabalhar por causa dos problemas de saúde, e garantiam o sustento da casa com o dinheiro que conseguiam com trabalhos em fazendas da região.
Verônica diz que vai pleitear uma indenização do Estado do Pará. Hoje, está sendo assistida por um sobrinho, que deixou a família na cidade de Araguaína (TO) para lhe prestar apoio. Mas ele logo terá que voltar para sua casa e trabalho: "Vou ficar sozinha, abandonada", diz.
Um mês depois do massacre, pede celeridade nas investigações e clama por Justiça: "É muito difícil passar por uma situação dessas e ainda ver os policiais soltos. Meus filhos não eram bandidos, eram só pessoas que queriam um pedaço de terra para trabalhar".
Um deles, conta, nem tinha ligação com a disputa pela Fazenda Santa Lúcia —Wedson tinha ido ao local apenas para visitar o irmão e acabou sendo baleado.
Diz que tão grande quanto a dor da morte de Wedson e Wclebson foi a impossibilidade de lhes dar um velório e um enterro dignos. "Mataram e entregaram os corpos como se fossem bicho. Foi humilhante".
(Folhapress)
 
▲ Topo>